Publicado por: Malhado | 28-09-2010

A água que abençoa o solo

Depois de 124 dias, finalmente começa a chover em Brasília.  Entretanto, logo antes da chuva uma tempestade de areia digna das tempestades de desertos pode ser observada em todo o DF, e isso é preocupante.

Com o aquecimento global e a alteração drástica que a humanidade tem promovido no clima terrestre, nossa sobrevivência e a das demais espécies do globo estão em cheque. A saúde de nossos filhos e netos deveria ser nossa principal preocupação, mas o ser humano continua atuando de forma a atender apenas aos próprios interesses políticos e financeiros, ignorando tudo o mais a fim de satisfazer os próprios desejos, e é nosso dever fazer algo a respeito.

Em 2007 eu publiquei um texto falando das “nuvens brancas de carbono seco” falando dos diversos focos de incêndio do cerrado e da fumaça que todos os anos se ergue dessas queimadas. Eu falava de uma situação que ocorria no início de setembro, mas hoje, quase outubro, pouco após uma série de queimadas recorde, uma ventania levantou uma tempestade de areia como eu nunca ouvi falar nessa região. Até eu, que acompanho o clima enlouquecer e raramente me espanto com essas coisas, assustei.

A chuva não atrasou muito, e pelo jeito a estiagem que chegou cedo demais, mas ainda olho as imagens de internautas tiradas da chuva e custo a acreditar que a água realmente resolveu nos abençoar com a sua presença, enquanto uma questão pulsa em meu coração: até quando a natureza vai só nos dar esses avisos pequenos e realmente começar a nos ensinar com o rigor a dor que temos impingido a ela? Dito isto, pergunto: e o que você pretende fazer a respeito?

Minha sugestão para um bom começo é a seguinte: aproveite que estamos em época de eleição e pesquise o que seus candidatos fizeram no passado com relação ao meio-ambiente, bem como suas propostas nessa área. Busque a coerência entre suas promessas e suas ações anteriores. Só fazendo isso muitos mentirosos já ficarão para trás, e esse exercício vale para todas e para qualquer político. Dê especial atenção ao que cada um diga sobre ecologia e sustentabilidade para poder investir suas esperanças em alguém minimamente apto a cumprir um plano sério em prol do planeta, pois nossas ações pontuais já não são suficientes, e isso quando as fazemos, uma vez que apenas poucos temos realmente algum ativismo ecológico.

É preciso elevarmos nossas aspirações e começar a projetar um país mais comprometido com a natureza que é nosso templo e a manifestação de nossos Deuses, mas não para proteger apenas nossos interesses e crenças, e sim para assegurar o futuro das próximas gerações. Precisamos começar a olhar com mais atenção para o fato deste país estar na posição de tornar-se um exemplo de sustentabilidade e compromisso com o meio-ambiente a nível internacional, e trabalhar por isso. Agora com nosso voto, e a todo o tempo com nossas ações.

Anúncios

Responses

  1. Porque no fundo a única coisa que importa mesmo é a sobrevivência da nossa especie… não é o pré-sal, nem os impostos nem nada disso… no fundo mesmo o que vai importar no futuro é se vamos ter água pra beber ou ar pra respirar!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: