Publicado por: Malhado | 26-10-2010

Uma fogueira sagrada

“Queiram os Deuses emanar Suas bênçãos a cada crepitar,
cada história, cada canção, cada sorriso e cada refeição
que em volta dos fogos sagrados você experimentar”

Alexandre Malhado

Existem as fogueiras comuns e existem as fogueiras sagradas. Enquanto qualquer uma nos remeta a conexão maior com a natureza e a uma sensação de liberdade, tornando o aconchego do calor num carinho para nossas almas, uma fogueira sagrada, especialmente quando podemos construí-la junto ao meio ambiente, é um dos símbolos presentes em nossos corações quando imaginamos uma celebração, e não é à toa que isso tenha um apelo tão intenso em nossas vidas. Que melhor época, então, para falarmos delas e explicar algumas coisas a seu respeito do que as vésperas do festival de Beltane?

Para começar, elas não têm nada muito de diferente das demais. Fisicamente, tudo se resume aos materiais utilizados, então evite ao máximo coisas não-naturais em sua montagem, e para acendê-la use folhas, gravetos secos e fósforo. Caso seja muito difícil para você acender uma fogueira assim, compre uma isca de álcool em gel pois não será nenhum crime utilizá-la. Evite queimar papel e construa sua fogueira com cuidado para não incendiar nada. Existem muitas dicas na Internet que poderão ajudá-lo nessa parte, e assim que puder colocarei algo aqui no site, também.

O passo seguinte  é torná-la sagrada, e isso é uma questão de compreender além da fogueira em si. Uma informação que poucos conhecem é que para nós o fogo é um ser vivo, e não um elemento ou um elemental. Ele é o primeiro convidado a chegar do Outro Mundo e deve ser bem recebido em nosso meio. Precisa ser extremamente respeitado e bem cuidado para que não cresça além do que consigamos lidar com sua força, pois é temperamental e tem vontade própria, que pode ser traiçoeira se negligenciarmos sua natureza.

Quando um rito de qualquer tipo é realizado, existem seres espirituais que se juntam a nós em nossa celebração, e esses seres fazem parte do que é sagrado e vêm a nosso convite para o evento, tornando a fogueira o elo de conexão entre nós e eles. São espíritos amigos que vivem à nossa volta, antepassados, fadas, espíritos protetores e principalmente, os Deuses. Em alguns rituais, Eles são a própria fogueira, assim como às vezes tomam a forma de qualquer parte da criação, inclusive a nossa, para caminhar em nosso meio. Se você está sacralizando uma fogueira, algum Deles pode materializar-se como o fogo, e por isso é preciso muita reverência desde o momento de montá-la até que chegue seu fim. Se ali não estiver o fogo, que é vivo, estará uma divindade! Não jogue lixo, não acenda cigarros e sempre pense se o que você vai colocar na fogueira você receberia de bom grado em si. Respeite-o como o convidado de honra que ele é, e desta forma é também interessante manter uma pessoa responsável por alimentá-lo e cuidar dos procedimentos de segurança necessários para que a festa seja uma festa até o fim.

Para dar um ar mais agradável, você pode utilizar lascas ou gravetos de madeiras perfumadas, que podem ser guardados em sua casa e usados para combinar com o evento em questão. Incenso em pó também é muito interessante.E uma dica interessante é sobre fogueiras em locais pequenos: elas podem ser feitas em churrasqueiras ou recipientes que aguentem o calor que produzam sem oferecer riscos de incêndio. Nesse caso, limpe o local e o recipiente muito bem, construa sua fogueira com esmero e proceda normalmente, só que em menor escala.

Despedindo-se do fogo

Sua fogueira precisa queimar e extinguir-se sozinha. Simplesmente apagá-la é expulsar o espírito que nela se materializou. Deixe que se consuma por completo sempre que possível e seguro, mas caso não o seja evite usar água para apagá-la, especialmente quando estiver junto ao meio-ambiente. Mais que apenas uma questão de respeito, é uma questão de consciência, pois as brasas em contato com a água sofrem uma reação química que as transforma em carvão e dificilmente você vai esperar que ele seque e guardá-lo para uma próxima fogueira. Ele se decompõe mais dificilmente na natureza, e a menos que você saiba como e tenha como armazená-lo, apenas abafe o fogo ou cubra-o com areia. Em fogueiras de locais pequenos talvez seja necessário utilizar a água, mas dê uma destinação apropriada ao carvão que não seja jogá-lo na natureza.

Por fim, e quando for necessário apagar uma fogueira, sempre agradeça a presença do fogo ou da divindade que ali esteve presente antes de quebrar o elo ao apagá-la. Guardar um pedaço do carvão da fogueira no altar é uma boa ideia, e presentear seus convidados com pequenos pedaços de carvão também, mas apenas caso eles o queiram.

Anúncios

Responses

  1. É muito bom nos revermos e compartilharmos mais de milhões de vezes nesta presente encarnação e celebrarmos a Luz que nos fez e está em nós e em tudo. Agradeço o carinho e atenção deste site, em especial ao Irmão Bardo.
    Blessed Be !!!!

  2. Só uma coisinha: um elemental é vivo.

    • De fato, Ana, mas não existem elementais nas histórias e lendas celtas, e sim nas gregas, e a forma como um elemental vive é muito peculiar, e o fogo tem um corpo físico, nasce, cresce reproduz-se, alimenta-se e morre de tal forma que a ciência o considerava (ou pelo menos ponderava a esse respeito, não me lembro com exatidão) o fato dele ser “realmente vivo”, digamos.

      É nesse sentido que afirmo ser o fogo um ser vivo.

  3. […] Coloque dois mini-caldeirões de ferro sobre apoios que suportem bem o calor: pedras de mármore, que você consegue de graça numa marmoraria dependendo do tamanho, ou ainda certos suportes para travessas dependendo do material de cada um. Coloque neles com um pouco de carvão no fundo e construa uma mini-fogueira ou um fogo que produza pequenas labaredas para que as pessoas passem entre eles ao chegar e recebam uma limpeza e as bênçãos de cura e prosperidade.  Você pode aprender mais sobre os materiais a usar para fazê-lo no texto sobre fogueiras sagradas; […]

  4. Ler este post me faz rever conceitos antigos e reaprender novos conceitos…

  5. Muito bom ! xD


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: