Etiqueta para Celebrações

Existem algumas considerações importantes que precisamos ter em mente ao celebrar ou participar de um rito para que possamos lidar melhor com os seres e as energias que chegarão até nós de modo não apenas a facilitar nossa própria vida, mas principalmente a dos que não enxergamos enquanto nos visitam e inclusive a de quem nos receba num rito que esteja promovendo. As normas do bom senso são sempre indicadas, mas é sempre interessante apontar algumas normas básicas que as pessoas tendem a esquecer ou ignorar.

O que fazer:

Em Todas as Ocasiões

  • Use roupas confortáveis e adequadas ao clima. Se estiver frio, aproveite a oportunidade para vestir-se com elegância para estar na presença Deles. É de bom tom estar bem vestido, pois uma celebração, mesmo quando você não enxerga mais ninguém ali é um evento social importante;
  • Por mais que seu corpo seja maravilhoso, mantenha-o dentro da roupa pois o foco deve sempre estar no rito, e não nas formas e curvas de quem dele participe.
  • Pontualidade é uma questão não apenas de respeito, mas de compromisso. É importante que você comece a demonstrar sua disposição em celebrar o rito chegando na hora marcada;
  • Observe atentamente o celebrante e ajude quando for pedido. Em um rito de qualidade, todos participam ativamente, inclusive os visitantes;
  • Uma vez começado o rito, mantenha sua mente focada na ocasião. Deixe conversas sobre quaisquer outros assuntos para outro momento e, de preferência, para bem depois que ele terminar;
  • Ao final do rito não se deve proceder da mesma forma de alguém que termina de ver um filme. Existem energias que continuam em movimento após a parte solene e/ou formal de uma celebração. Aproveite essa energia e socialize com as pessoas sem se esquecer do rito de que acabou de participar;

Topo da página

Ao Criar um Ritual

  • Prepare a refeição antes de começar o rito para economizar tempo. Essa etapa serve como uma primeira etapa para reunir dos presentes, e todos prepararão o alimento que será sacralizado. Esta é uma parte importante de toda celebração, e apesar de requerer.
  • Há quem prefira servir o jantar antes para celebrar mais concentrado, sem ficar sonhando com os pratos do festival, e há quem prefira comer depois. Defina esta parte antes;
  • Caso seu rito seja ao ar livre, tome cuidado com as precauções de segurança que o local precise e informe-se a respeito. Por exemplo, fogueiras em tempo seco podem terminar em queimadas e um processo por crime ambiental;
  • Caso seu rito não seja num lugar privado, contate as autoridades através de um ofício pedindo que forneçam segurança para o mesmo.
  • Pense simples. Descomplique seus ritos e estará aprendendo a descomplicar a sua vida.

Topo da página

Em Ritos Pessoais

  • Quando chamar os seres do Outro Mundo e os Deuses para seus ritos, convide. Nunca, em hipótese alguma, “invoque” ou “convoque” os participantes que se juntarão a você no rito. Quem vier o fará porque assim o quer, e não por “curvar-se” a algum poder que você julgue ter. Cuidado com esse tipo de pensamento de “poder sobre o outro” pois, no momento em que você fizer isso, não estará mais na senda druídica.
  • Limpe bem o local físico do seu rito. O esmero com que você trata um lugar que será sacralizado aos poucos se refletirá em você;
  • Limpe espiritualmente o local físico do rito. Simplesmente caminhar pelo local, com um incenso preparado para limpar ambientes, será suficiente;

Topo da página

Quando em Grupo

Aos Convidados

  • É de bom tom peguntar o que é necessário levar para o rito, pois sua contribuição reforçará os laços de comunidade e demosntrará seu respeito ao anfitrião e ao evento;
  • Leve um pequeno presente ou mimo para o anfitrião como forma de expressar seu agradecimento pelo convite e por recebê-lo em sua casa ou evento;
  • Depois do rito as pessoas costumam esperar que você participe de um momento onde se fale sobre o pporque daquela celebração ou escutar suas impressões sobre o que acabaram de lhe oferecer. Preste atenção para não perder a oportunidade de, através da sua atenção a quem tenha ofertado o rito, participar dessa troca.

Durante a Celebração

  • Caso sua fé não seja o Druidismo, anote mentalmente as perguntas que tiver e não as deixe de fazer quando o rito terminar ou, caso haja oportunidade, durante o mesmo; A única coisa a ser requerida de você será o respeito à nossa religião, assim como todos os ali presentes devem respeitar a sua fé.

Durante a Refeição

  • Quem é servido primeiro são sempre os antepassados.  Jamais inicie uma refeição sem os ter servido;
  • É costume em alguns locais que todos começar a comer juntos. Observe à sua volta para certificar-se de que esse não seja o caso;

Topo da página

Lidando com Crianças

  • Explique aos pequenos do que se trata o rito antes de ir para o mesmo, se for possível;
  • Crianças não são pequenos adultos. Dialogue sempre com seus filhos e tenha paciência ao demonstrar e explicar as coisas;
  • Na medida do possível, possibilite que as crianças participem dos ritos. Isso é extremamente importante para o desenvolvimento de suas habilidades sociais e para a sua identidade religiosa;
  • Preste atenção para que crianças não se aproximem de qualquer coisa que lhes possa oferecer perigo ou causar acidentes;
  • Lembre-se sempre que uma criança entediada procurará o que fazer, e isso pode atrapalhar uma celebração;
  • Não é porque você ache tudo o que seu filho faça lindo que os outros tenham que achar o mesmo. Eduque seu filho para viver em sociedade e encare essa tarefa com a responsabilidade que ela traz consigo no dia-a-dia. Não adianta ser um pai permissivo e ausente e esperar que uma criança se comporte maravilhosamente bem quando as pessoas tentam se conectar com os Deuses;
  • Bebês requerem atenção especial, mas não precisam ser excluídos dos seus ritos. Caso você vá a um rito público ou a um a celebração como convidado, pergunte ao responsável se há, por exemplo, onde ele possa descansar e/ou ser trocado, caso necessário;
  • Jamais esqueça de levar um agasalho, especialmente se for ao ar livre;
  • Ao final do rito, cuide para que seu pequeno tenha entendido como se portar a fim de aproveitar a energia do rito a seu favor sem destruir a que os dos outros mantiveram para si.

Topo da página

Anúncios

Responses

  1. Bardo Malhado,

    Adorei o teu texto, apesar de serem coisas que deveríamos fazer, é sempre bom ter este tipo de material pra recorrer.

    Obrigado!

  2. Gostei bastante do texto, Alexandre! Obrigada, mais uma vez, pelas orientações e pela ajuda que tem nos proporcionado. =)

  3. Bom texto. Certa vez, escrevi algo no mesmo sentido e penso em incorporar algumas de suas sugestões, com o devido crédito (posso?). São dicas práticas que podem ajudar muito.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: