Os Festivais

A celebração dos 8 festivais do Druidismo é simples, pois não existem “rodas do ano” a escolher. Vemos a natureza como sagrada, e temos nossa fé nos ensina que nossa responsabilidade primeira é com o solo imediatamente à nossa volta e sob dos nossos pés. Desta forma, festejamos de forma muito natural o ciclo das estações, com seus oito festivais: quatro deles com nome (Imbolc, Beltane, Lughnasadh e Samônios) e quatro sem (Festivais de Inverno, Primavera, Verão e Outono). O ciclo dos festivais começa na noite mais escura do ano, com o Festival de Inverno trazendo a luz e acordando a natureza e se encerra no Samônios, quando o nosso mundo e o Outro Mundo se tocam.

Uma outra forma de ver o as estações do ano

Os celtas iniciavam a contagem das estações cerca de um mês e meio antes do calendário atual, nos festivais aos quais damos nomes, e o início das estações como as aprendemos na escola eram, para eles, sua metade. Na visão druídica, essa forma é mais fiel ao curso natural das coisas, uma vez que as explosões de energia são a momentos ímpares no fluxo natural das coisas, e não o fluxo em si. Para nós, a natureza flui tranquila, e embora o curso do rio agraciado com a exuberância das suas cachoeiras, seu fluxo é sereno, assim como eram as estações antigamente e como ainda perduram através de nossos festivais.

como acontece com as estações nos moldes hoje vigentes.

Não é muito prático Os festivais baseados no tamanho dos dias, solstícios para os que têm a maior noite ou o maior dia e equinócios para os que têm dia e noite do mesmo tamanho, não têm nomes específico. A única variação podemos fazer em seu nome seria trocarmos “festival de” por “meio de“, mas isso causaria muita confusão, já que

Sendo um Bardo, óbvio que para mim isso faz muito mais sentido, pois

nada no Druidismo começa num grito

A sequencia dos festivais é a seguinte:

Topo da página

Festival de Inverno (Meio de inverno, “midwinter”)
É a noite mais escura do ano. O solstício de inverno, momento em que o ausente e sua distância faz a terra esfriar e, quando não é coberta pelo gelo, é assolada pela seca.

Topo da página

Imbolc (Imbolg, Óilmelc)

Topo da página

Festival de Primavera (Meio de primavera[?])

Topo da página

Beltane (Beltaine)

Topo da página

Festival de Verão (Meio de verão, “midsummer”)

Topo da página

Lughnasadh ([?])

Topo da página

Festival de outono (Meio de verão, “midsummer”)

Topo da página

Samônios (Samhain, Sowein)

Topo da página

%d blogueiros gostam disto: